Que o audiovisual asiático, em especial o sul-coreano vem dominando seu espaço no mundo não é novidade para ninguém. Grandes filmes como Handmaiden, Old Boy e Parasita ganharam o coração do grande público. Não só isso, como os famosos ‘doramas’ (Drama coreano ou nomeado também como K-drama), já dominam grande parte do catálogo da grande locadora de filmes vermelha.

 

Recentemente, ocorreu o lançamento da série ‘Round 6’ ou ‘Squid Game’ a qual tem feito sucesso e repercutido muito nas redes socias.

 

Confira a sinopse oficial disponibilizada pela Netflix:

“Um homem sul-coreano chamado Seong Gi-hun (Lee Jung-jae) cuja vida financeira está em apuros aceita o convite para participar de um jogo com o prêmio bilionário para quem chegar até o final. Além dele, está um grupo de mais de 400 pessoas competindo pelo dinheiro.”

 

O impacto da série até agora

De acordo com o site Tecmundo:

“Desde o seu lançamento, no dia 17 de setembro, Round 6 (Squid Game, no original) tem recebido grande atenção dos assinantes da Netflix. Atualmente, o show se mantém em primeiro lugar no top 10 da plataforma. Todo esse desempenho tem sido notado por investidores, que ampliaram suas ações no mercado coreano.

 

Segundo o jornal The Peninsula, a Bucket Studio Co. e a Siren Pictures, empresas que foram responsáveis pela produção do programa, viram as ações de suas companhias crescerem em 70% e 50%, respectivamente, desde a estreia de Round 6.

 

Ainda segundo o jornal catariano, esse comportamento do mercado é resultado da atual demanda mundial por produções coreanas. Outros estúdios cinematográficos, como o CJ ENM, responsável pela produção do filme Parasita, também tiveram uma alta nas ações, mostrando uma confiança dos investidores no futuro do audiovisual do país.”

 

Confira a notícia completa clicando aqui.

 

Polêmica na vida real

Como noticiado pelo blog AdoroCinema

“No início da trama, os participantes são abordados em uma estação de metrô e recebem um cartão bege, com três formas geométricas e um número de telefone para contato — e isso está causando polêmica na vida real.

 

De acordo com o site coreano MBN, o número exposto no cartão existe na vida real e pertence ao Sr. Kim, um empresário da região de Seongju, na Coreia do Sul. Desde 24 de setembro, Kim tem recebido centenas de ligações telefônicas e mensagens de texto, nas quais pessoas lhe pediram dinheiro emprestado, se ofereceram para participar do jogo e o xingaram por sua suposta conduta incorreta ao colocar pessoas endividadas em uma competição de sobrevivência.

 

“Depois que Round 6 estreou, tenho recebido ligações e mensagens sem parar 24 horas por dia, ao ponto de estar difícil seguir o cotidiano. Esse é um número que venho usando há mais de 10 anos, então estou muito surpreso. Tive que apagar mais de 4000 números do meu telefone e chegou ao ponto em que as pessoas estão entrando em contato sem se importar se é dia ou noite, por causa da curiosidade, então a bateria do meu celular não aguenta e o desliga”, afirmou Kim ao site Koreaboo.

 

Em entrevista à emissora SBS, o empresário citou o conteúdo de algumas mensagens que recebeu: “Tenho cerca de 1,2 bilhões de wons em dívida”, e também “Entrei em contato porque você pode mudar minha vida se eu ganhar o jogo da lula (Squid Game).”

 

Confira a notícia completa clicando aqui.

 

A série foi criada por Dong-hyuk Hwang e  conta com Jung-jae Lee como Seong Gi-hun , Park Hae-Soo como Cho Sang-woo e Heo Sung-tae como Jang Deok-su no elenco, além de muitos outros atores de renome na Coréia. Sua primeira temporada contém 9 episódios de 60 minutos de duração média.

 

Rush Video – Ideias em Movimento.