Existem muitas polêmicas quando se fala de Danilo Gentili, assim como na história de diversos comediantes do Brasil, porém recentemente, o apresentador teve problemas com o poder público envolvendo seu filme ‘Como Se Tornar O Pior Aluno Da Escola’. E no fim o MINISTÉRIO DA JUSTIÇA REMOVE FILME DE DANILO GENTILI DO AR. Entenda agora o caso.

 

De acordo com o blog Omelete:

 

“O Ministério da Justiça e Segurança Pública determinou, em caráter cautelar, que as plataformas de streaming e de aluguel e compra digitais suspendam a oferta do filme Como se Tornar o Pior Aluno da Escola. O motivo, segundo despacho no Diário Oficial da União, seria “a necessária proteção à criança e ao adolescente consumerista”. O descumprimento da decisão resultará em multa diária de R$ 50 mil.”

 

“A determinação da pasta vem dias depois da adaptação do livro de Danilo Gentili, lançada em 2017, receber acusações de apologia à pedofilia nas redes sociais. A cena que circula no Twitter envolve o dono do manual que dá nome ao filme, interpretado por Fábio Porchat, em uma tentativa de abusar dos protagonistas.”

 

A internet se dividiu bastante com a decisão judicial, enquanto alguns apoiam, outros dizem que pode ser alguma espécie de jogada política para afastar Danilo do meio. 

 

O comediante se manifestou de maneira debochada da decisão, confira na íntegra a resposta clicando aqui.

 

Ainda de acordo com a Omelete:

“…a Globoplay respondeu que não tirará o filme das plataformas, alegando que o Ministério da Justiça já determinou a classificação do longa na época de seu lançamento, em 2017. Leia na íntegra:

 

“O Globoplay e o Telecine estão atentos às críticas de indivíduos e famílias que consideraram inadequados ou de mau gosto trechos do filme Como Se Tornar O Pior Aluno Da Escola mas entendem que a decisão administrativa do ministério da Justiça de mandar suspender a sua disponibilização é censura. A decisão ofende o princípio da liberdade de expressão, é inconstitucional e, portanto, não pode ser cumprida.”

 

Sobre o filme

De acordo com a sinopse oficial: 

“Os estudantes Bernardo e Pedro têm dificuldades para cumprir todas as regras de uma escola que adota medidas politicamente corretas graças ao diretor Ademar. No banheiro do colégio, Pedro encontra um diário com dicas para instaurar o caos na escola sem ser notado.”

 

O filme é de 2017 e conta com o elenco de Fábio Porchat, Danilo Gentili, Rogério Skylab, Pedro Munhoz entre outros.

 

Quem é Danilo Gentili?

Danilo Gentili Junior é um comediante, apresentador, escritor, cartunista, repórter, publicitário, ator e empresário brasileiro. Gentili é reconhecido como um dos precursores e idealizadores do movimento do stand-up comedy no Brasil. Nos palcos, foi membro do Clube da Comédia Stand-Up e criou o Comédia ao Vivo.

 

Protagonizando a cena

Por mais que o filme seja escrito e produzido por Danilo, grande parte do peso público recaiu sobre Fábio Porchat, que interpreta o personagem da cena. Para O Globo ele diz:

 

“O Marlon Brando interpretou o papel de um mafioso italiano que mandava assassinar pessoas. A Renata Sorah roubou uma criança da maternidade e empurrava pessoas da escada. A Regiane Alves maltratava idosos. Mas era tudo mentira, tá gente? Essas pessoas na vida real não são assim — rebate Porchat, em depoimento enviado ao GLOBO. — Quando o vilão faz coisas horríveis no filme, isso não é apologia ou incentivo àquilo que ele pratica, isso é o mundo perverso daquele personagem sendo revelado. Às vezes é duro de assistir, verdade.”

 

É um tema bastante polêmico que ainda vai gerar muita repercussão. E você, assistiu ao filme? O que acha dessa atitude do MP?

 

Rush Video – Ideias em Movimento.