Você já ouviu falar em Stop Motion? Mesmo não reconhecendo o nome à primeira vista, com certeza já consumiu alguma peça audiovisual que se utiliza desta técnica. Mas o melhor de tudo isso é que por ser uma técnica ‘fácil’ de se reproduzir, ela é usufruída não só por grandes empresas como a Disney, mas também por pequenas produções independentes e até mesmo caseiras.

 

De acordo com a página da web TecMundo: “Stop Motion (que poderia ser traduzido como “movimento parado”) é uma técnica que utiliza a disposição sequencial de fotografias diferentes de um mesmo objeto inanimado para simular o seu movimento. Estas fotografias são chamadas de quadros e normalmente são tiradas de um mesmo ponto, com o objeto sofrendo uma leve mudança de lugar, afinal é isso que dá a ideia de movimento.

Cientificamente falando, o Stop Motion só é compreendido como movimentação pelo fenômeno da Persistência Retiniana. Ele provoca a ilusão no cérebro humano de que algo se move continuamente quando existem mais de 12 quadros por segundo. Na verdade, o movimento desta técnica cinematográfica nada mais é que uma ilusão de ótica.”

O blog ainda traz as origens dessa técnica tão amada pela indústria, de acordo com eles:

“A história do Stop Motion remonta aos primórdios do cinema. O mágico e ilusionista francês George Mélies viu nesta arte uma ótima possibilidade para dar sequência aos seus truques misteriosos que encantavam a todos. A partir da técnica do Stop Motion ele alcançou o ápice de sua carreira cinematográfica com o filme Viagem à Lua, de 1902. No curta, a chegada na Lua de um foguete com tripulação humana é criada a partir desta técnica.

Ao longo do século XX a técnica foi sendo desenvolvida e aprimorada por diversos diretores de cinema e durante muito tempo foi a base para efeitos especiais em filmes com robôs e monstros, pois como ainda não existia toda esta tecnologia capaz de criar qualquer coisa a partir de um computador, os cineastas recorriam à movimentação quadro a quadro.”

 

Neste vídeo, MASHBLE explica detelhadamente a técnica e suas nuances:

 

Aqui vão algumas dicas dos melhores filmes de stop motion dos últimos tempos:

 

O Estranho Mundo de Jack

Jack Skellington, o Rei das Abóboras, se cansa de fazer o Dia das Bruxas todos os anos e deixa os limites da cidade. Por acaso, acaba atravessando o portal do Natal, onde vê a alegria do espírito natalino. Ao retornar para a Cidade do Halloween, sem ter compreendido o que viu, ele começa a convencer os cidadãos a sequestrarem o Papai Noel e fazerem seu próprio Natal. Apesar de sua leal namorada Sally ser contra, o Papai Noel é capturado e os fatos mostrarão que Sally estava certa o tempo todo.

 

A Fuga das Galinhas

No galinheiro de uma fazenda inglesa dos anos 1950, galinhas cumprem sua função e vivem pacatamente sonhando com uma vida melhor. Uma delas, Ginger, sonha com a liberdade e planeja sair voando dali junto com suas companheiras.

 

Kubo e as Cordas Mágicas

Kubo invoca acidentalmente um espírito maligno que busca vingança e é obrigado a desvendar o mistério de seu falecido pai samurai e seu arsenal místico. Além disso, ele deve descobrir seus próprios poderes mágicos.

 

Wallace & Gromit: A Batalha dos Vegetais

Os personagens de uma série de curtas animados, Wallace e seu cachorro, Gromit, abrem um negócio de exterminação de pragas e começa a trabalhar para Lady Tottington na tentativa de impedir que um coelho gigante destrua as plantações da cidade. Mas se quiserem agradar a cliente, precisam capturar o coelho.

 

O Fantástico Sr. Raposo

Após 12 anos de felicidade bucólica, o Sr. Raposo descumpre a promessa que fez à esposa e invade as fazendas dos vizinhos Boggis, Bunce e Bean. Ceder aos seus instintos animais coloca em perigo não somente o seu casamento, mas também a vida de sua família e seus amigos. Quando os fazendeiros montam uma armadilha para o Sr. Raposo, ele tem que confiar na sua astúcia natural para vencer o oponente.

 

E você já assistiu algum desses filmes? Qual o seu favorito? No stop motion a criatividade é o limite!

 

Rush Video – Ideias em Movimento.