Os fanáticos por filmes conseguem passar um final de semana sem ir ao cinema ou sentar frente a telinha para curtir um bom filme?

Filmes do final de semana

Por Toni Ferreira

Quantos filmes você assistiu nessa final de semana?

Para os que adoram cinema, passar um final de semana sem assistir um bom filme é uma coisa quase impossível de acontecer. No meu caso além de gostar muito de cinema, até porque faz parte do que faço profissionalmente em minha vída, prozudir vídeos corporativos como foco principal, estou sempre procurando acompanhar os lançamentos e dentro do possível assistí-los. Procuro escolher bem osfilmes que assisto, os meus preferidos são filmes baseados em fatos reais ou boas ficções. Nesse final de semana, escolhi uma produção do cinema nacional, uma trama que envolve políticos e criminosos, nada muito distante da nossa realidade. A trama do filme Dois Coelhos, se desenrola com muita ação, efeitos especiais elaborados e animações, combinados com uma boa direção de Afonso Poyart e uma atuação excelente do elenco, com destaque para a atriz Alessandra Negrini. O objetivo de Edgar, interpretado por Fernando Alves Pinto, é colocar em rota de colisão o criminoso que provocou a morte de sua esposa e filhos e de um deputado corrupto, envolvido com criminosos, matando assim 2 coelhos com uma só cajadada, dito popular que inspirou o título do filme. Vale a pena assistir e valorizar a industria do cinema nacional, pois já a algum tempo contamos com profissionais da área trabalhando nas grandes industrias do cinema mundial. A primeira aparição internacional de uma atriz brasileira, pelo menos em minha memória, foi Sonia Braga no filme o Beijo da Mulher Aranha, estrelado por Raul Julia e William Hurt, com direção de Hector Babenco. O filme foi produzido logo após o auge da repressão política na América Latina. Em 1979, de todos os treze países da América do Sul, apenas três – Colômbia, Guiana e Venezuela- não eram governados por uma ditadura militar. Baseado no romance El beso de la mujer araña, do escritor argentino Manuel Puig em 1976, no mesmo ano em que a democracia é novamente derrubada em seu país, apenas três anos após ser reestebelecida.  Essa é outra boa dica, um filme fictício do clássico estilo filme dentro do filme.

Rushvídeo: Ideias em movimento!