A disputa por atenção entre as principais redes sociais não deixa dúvida: o vídeo é a mídia do momento. Facebook e agora o Instagram investem cada vez mais pesado em ferramentas para estimular a produção de conteúdos audiovisuais para atrair a audiência, sem mencionar no sucesso do TikTok. O Youtube, principal plataforma de hospedagem de vídeos, é também a segunda maior ferramenta de busca, perdendo apenas para o Google. Tudo isso deixa claro que as pessoas se interessam mais pelo audiovisual do que por textos e imagens estáticas. E o vídeo hoje traz uma vantagem adicional: basta um celular, um set de luzes – que pode ser encontrado até em lojas populares, se você quiser garantir um pouco mais de qualidade – além de um pouco de disposição para engajar e atrair a audiência, já que as próprias plataformas acabam desenvolvendo modelos que podem ser customizados e replicados a exaustão.

 

Mas existe um ponto que sempre acaba gerando dúvida: as especificações que os vídeos precisam seguir para garantir uma postagem sem intercorrências nas diferentes plataformas. Trata-se de um aspecto puramente técnico que pode render muita dor de cabeça. A Rush Vídeo, produtora localizada em Campinas, no interior de São Paulo, com quase trinta anos de experiência, vai ajudar você a produzir conteúdos na medida certa para as diferentes redes sociais, garantindo que seu público receba a mensagem por completo, sem cortes ou ruídos de comunicação.

 

Proporção

A proporção (aspect ratio) diz respeito a largura (comprimento) X altura. É um conceito que vale para as telas dos dispositivos, para os vídeos e até para imagens. Por convenção a primeira informação vai sempre se referir a largura e a segunda à altura. Desta forma se a proporção de um vídeo é 16:9, o primeiro valor, 16, se refere à sua largura, enquanto 9 se refere à sua altura. Se este mesmo vídeo for gravado verticalmente, a proporção se inverte, ficando 9:16.

 

Já para cálculo da resolução de um vídeo, é usada uma fórmula onde x é a largura e y, a altura. Desta forma uma resolução de 500 x 500 px (pixels, que é a unidade de medida padrão para imagens digitais e bitmap) teria uma proporção de 1:1, pois a largura e a altura são iguais. No caso de 1.000 x 1.000 px, a proporção da imagem permanece 1:1, uma vez que a proporção entre a largura e a altura permanece a mesma. Um vídeo gravado com resolução de 1920 x 1080 px, que é considerado o formato padrão de HDTV, teria uma proporção de 16:9, já que a largura (1920 px) é 1,7 vezes à altura (1080 px).

 

Desta forma, para facilitar o processo, um ponto a ser observado antes da gravação é definir a sua proporção. A maioria dos dispositivos que promove a gravação de vídeos permite alterar previamente esta configuração. No computador, para saber a proporção de um vídeo já gravado basta clicar com o botão direito do mouse sobre o arquivo e ir em “Propriedades”. Se o sistema operacional for Mac, basta clicar no botão de informações

 

Infelizmente, a proporção do vídeo vai variar de acordo com o canal onde vai ser reproduzido. O formato mais comum é 16:9, que garante uma boa reprodução e por isso é o padrão das plataformas de streaming.

 

Entretanto é preciso estar ciente que proporção não é a mesma coisa que resolução. Enquanto a primeira diz respeito a largura x altura, a resolução é o número total de pixels exibidos na tela, o que

significa dizer que quanto maior a resolução, maior é a qualidade do vídeo, ou seja: mais nítida é a imagem. As resoluções 16:9, mais usuais, podem ser: 720 × 480 (480p, SD), 960 × 540 (qHD), 1280 × 720 (720p/HD), 1366 × 768 (WXGA), 1600 × 900 (HD +), 1920 × 1080 (1080p/Full HD), 2560 × 1440 (1440p/QHD), 3200 x 1800 (QHD+) e 3840 x 2160 (4k/Ultra HD). Lembrando que o primeiro número corresponde a quantidade de pixels (os pontinhos que compõem a imagem digital) e a segunda o número de linhas.

 

Vídeos para redes sociais

Nas redes sociais (Facebook, Instagram, TikToK), o tamanho padrão mais comum usado para vídeos é 9:16 (vídeos verticais), aceito pela maioria dos computadores, smartphones, tablets e demais dispositivos. Já no Youtube, o padrão é 16:9 (widescreen), isso significa que a plataforma, independentemente do tamanho original, vai alterar automaticamente seu conteúdo para esta proporção. Portanto, para assegurar a qualidade do material, o melhor é estar atento a esta regra, gravando sempre seu vídeo na proporção de 16:9, em uma destas dimensões: 3.840 x 2.160, 2560 x 1440, 1920 x 1080, 1280 x 720, 854 x 480, 640 x 360 e 426 x 240.

 

Instagram

No Instagram, por sua vez, as proporções podem variar de acordo com a forma de divulgação do conteúdo, sendo: 1:1, 4:5 e 16:9, vídeos para o feed, com no máximo 60 segundos e 4GB. No IGTV, as medidas são 9:16 (vertical) e 16:9 (horizontal), limitados a 60 minutos. Nos stories são aceitos vídeos de 1:1, 4:5 e 9:16 e com duração de 15 segundos, já para as lives a proporção é de 9:16. A resolução sugerida pela plataforma é de 1080 x 1920, sendo aceitos arquivos em MP4 ou MOV.

 

LinkedIn

O LinkedIn aceita arquivos de 4GB e vídeos com uma duração de 120 minutos, nas dimensões de 1280 x 720 (quando paisagem) e 1280 x 1280 (quando quadrado).

 

TikTok

O TikTok, aplicativo chinês de compartilhamento de vídeos curtos, que recentemente ultrapassou a marca de três bilhões de downloads, alcançando o Facebook, trabalha com as proporções de 9:16 e resolução de 720 x 1080 pixels. A rede social aceita o formato horizontal, mas recomenda o vertical. Os vídeos podem ter, no máximo 60 segundos, e podem estar nos formatos MP4 ou WebM;

 

Pinterest

No Pinterest, que só permite uploads de vídeos para contas comerciais, tem como proporções recomendadas: 1:1 (quadrado) ou 2:3, 4:5 ou 9:16 (vertical) e 16:9 (tela ampla).

 

Facebook

No Facebook, os tamanhos ideais são: 16:9, 1:1, 4:5, 2:3, 9:16 (feed), 9:16 (stories) e 16:9 Lives), sendo que a duração máxima de vídeo é 240 minutos e o tamanho máximo do arquivo é 4.0 GB.

 

Twitter

E, por fim, no Twitter a duração não pode exceder 2 minutos e 20 segundos e 512 MB, sendo aceito o formato quadrado (1:1) e 16:9 e 9:16, respectivamente paisagem e retrato. A exemplo do Instagram, os arquivos aceitos são MP4 ou MOV.

 

Rush Video – Ideias em Movimento.