Lightyear estreou recentemente nas telonas do Brasil e do mundo, o longa animado conta a história de um dos personagens mais icônicos da pixar o Buzz Lightyear, um dos protagonistas de Toy Story (1995). Entretanto, parece que a animação não atingiu o resultado esperado por seus produtores. Por iss, entenda agora  

 

O FRACASSO DE LIGHTYEAR ESPANTA A DISNEY

 

Confira a sinopse oficial:

 

“Nesta aventura de ficção científica cheia de ação, conhecemos a origem definitiva de Buzz Lightyear (voz de Chris Evans), o herói que inspirou o brinquedo. “Lightyear” segue o lendário Space Ranger em uma aventura intergaláctica ao lado de um grupo de recrutas ambiciosos (vozes de Keke Palmer, Dale Soules e Taika Waititi), e seu companheiro robô Sox (voz de Peter Sohn). Também se juntam ao elenco Uzo Aduba, James Brolin, Mary McDonald-Lewis, Efren Ramirez e Isiah Whitlock Jr. Dirigido por Angus MacLane (co-diretor de “Procurando Dory”) e produzido por Galyn Susman, “Lightyear” estreia em 16 de junho de 2022, exclusivamente nos cinemas.”

 

O Observatório do Cinema da UOL, adiciona que:

 

“Para muitos fãs da Pixar, o fato de Lightyear ter fracassado nas bilheterias se deve ao modelo de lançamentos da plataforma Disney+.

 

“Meus filhos estão convencidos que Lightyear já está no Disney+. Afinal, foi assim que a Pixar lançou filmes por um terço de suas vidas. Então, tenho que explicar para eles que devemos ir ao cinema para assistir ao longa, e que eles terão que aguardar pela estreia na plataforma”, comentou um jornalista no Twitter.

 

A afirmativa é verdadeira. Nos últimos anos, alguns filmes da Pixar – particularmente Luca, Red: Crescer é uma Fera e Soul – foram lançados simultaneamente nos cinemas e no Disney+.

 

Para muitos fãs, o fato de Lightyear não ter garantido o Número 1 nas bilheterias não é exatamente um problema.

 

“As pessoas continuam dizendo que Lightyear flopou com uma bilheteria de 51 milhões de dólares. Mesmo assim, ele foi um dos maiores lançamentos animados do pós-pandemia. Ainda mais triste é o fato de Os Caras Malvados ter faturado só 23 milhões. Encanto estreou no fim de semana do Dia de Ação de Graças, e só lucrou 40 milhões”, comentou outro fã.

 

Porém, o fracasso financeiro de Lightyear pode ter uma explicação bem menos complexa: o longa, simplesmente, não é tão bom.

 

“Não estou surpreso pelo fato de Lightyear ter decepcionado nas bilheterias. Quando vi o primeiro trailer, pensei: ‘para quem é esse filme?’”, ironizou outro espectador.”

De acordo com o portal O Vício:

“O primeiro lançamento da Pixar nos cinemas depois de muito tempo, Lightyear, decepciona bastante ao ter abertura global de menos de US$ 90 milhões.

 

A abertura global de Lightyear ficou em S$ 85.6 milhões, apontando um desempenho ruim nos EUA e ainda pior ao redor do mundo, onde o filme arrecadou US$ 34.8 milhões apenas.

 

Domesticamente, o filme arrecadou US$ 51 milhões no seu primeiro final de semana em cartaz, ficando bem abaixo da estimativa de US$ 70 milhões que a Disney tinha para o período.”

 

O elenco da dublagem inclui: Marcos Mion como Buzz,  Adriana Pissardini, César Marchetti, Flora Paulita, Henrique Reis, Lucinha, entre outros dubladores renomados.

 

Para efeitos de comparação, o primeiro filme de Toy Story chegou a arrecadar mais de 360 milhões de dólares na época de seu lançamento. 

 

Se seguir o costume da plataforma, Lightyear deve chegar ao Disney+ no final de setembro.

E você, já assistiu Lightyear? Acha que o problema é a plataforma de streaming, conflitos geracionais, ou outras questões?

 

Deixe um comentário no artigo e não se esqueça de compartilhar em suas redes sociais.

 

Confira outros artigos do site clicando aqui.

 

Rush Video – Ideias em Movimento.