Cada vez mais empresas vem produzindo vídeos institucionais, tanto para negociações entre empresas como para relacionamento com o consumidor final. É crescente a disponibilidade de vídeos de vendas, de treinamento, institucionais e outras produções que visam estreitar relações com seus públicos – interno ou externo.
Não é para menos, praticamente todo o mercado corporativo há quase uma década dispõe da banda larga, sendo possível acesso a vídeos com streaming on-demand. E a tendência é só aumentar, com o aumento da disponibilidade de banda larga para consumidores finais.
Mas então por que muitos vídeos institucionais corporativos acabam não trazendo o retorno que se espera deles? É justamente para orientar os mais diversos profissionais de marketing e comunicação que abaixo estão comentados alguns erros comuns que sua empresa deve evitar quando for contratar uma produtora de vídeo institucional.
NÃO REALIZAR UM PLANEJAMENTO ADEQUADO
As agências de propaganda e profissionais do meio chamam este planejamento de “briefing”. Um briefing é um documento onde estão sintetizadas as metas, diretrizes e ideias da sua empresa para um determinado investimento em comunicação.
Um briefing é o pontapé inicial de tudo, é onde as metas começam a se definirem como ações. Uma analogia pode ser feita com engenharia: assim como um engenheiro precisa um projeto detalhado para construir um prédio, uma produtora de vídeo institucional vai precisar de um briefing adequado para criar um bom roteiro e um bom vídeo.
É muito melhor usar um tempo para ter um planejamento – ou briefing – aprovado pela diretoria de sua empresa do que depois ter que pressionar a produtora fazer algo que não foi explicitamente solicitado e que a produtora de vídeo não teria obrigação de saber.
Preparar um bom briefing para sua produção de vídeo é o pontapé inicial para um bom trabalho institucional.
NÃO PESQUISAR AS MELHORES EMPRESAS DE VÍDEO INSTITUCIONAL
Empresas que sempre fecham pelo menor preço nunca desenvolvem um vídeo que lhes dá um retorno efetivo. São apenas soluções operacionais e que muitas vezes acabam sendo deixadas de lado pela ineficiência que representam. Ou seja, é dinheiro jogado no lixo.
Uma empresa deve fechar com a produtora de vídeo que se demonstrar mais apta a trazer retorno pelo investimento feito.
VÍDEO MUITO BÁSICO
Talvez você tenha recebido uma orientação de sua diretoria para desenvolver um vídeo institucional que mostre a qualidade dos produtos de sua empresa, a tradição de sua marca, que esteja disponível no site, que treine funcionários novos, que mostre que tem presença nacional e que ajude os vendedores a fechar pedidos. Isto sem esquecer da sua história, de sua localização privilegiada, os atestados de qualidade ISO 9000 e ISO 14000 e outros inúmeros detalhes que sem dúvida são importantes para a empresa mas que podem se transformar em uma avalanche de informações em um vídeo.
Neste caso estamos diante um típico vídeo sem nenhuma segmentação, um vídeo genérico, sem foco em seu público alvo. Isto normalmente ocorre quando a diretoria fica insegura que assuntos importantes – que embora tão diversos – sejam deixados de fora.
ROTEIROS POUCO INSPIRADOS
A condição básica para se criar um filme diferente, com criatividade, que seja muito eficiente na transmissão da mensagem, vem da liberdade que o cliente dá para a produtora de vídeo.
Boas produtoras de vídeo institucional gostam de desafios, gostam de sair do lugar comum. E é neste momento que os bons vídeos acontecem.
Afinal, o que dá mais resultado?
Um vídeo criativo, inovador, atraente e inspirador? Que transmite informações novas, que as pessoas comentam com seus colegas de trabalho e espalham pela internet?
Ou um vídeo com a mesma cara de “vídeo institucional”, sem nada de novo? Com pessoas mexendo no computador e homens de macacão azul na linha de produção, como sempre?
 
Entre em contato com a Rush Vídeo para desenvolver sua produção de vídeo institucional.